Tribunal de Justiça do DF e Territórios tem mais magistrados do que o necessário

Fachada do Superior Tribunal de Justiça (STJ) || Créditos: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Levantamento exclusivo de PODER Online mostra que o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) tem 338 juízes de primeiro grau para ocupar as 210 vagas

Por Bernardo Bittar, de Brasília

Levantamento exclusivo de PODER Online mostra que o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) tem 338 juízes de primeiro grau para ocupar as 210 serventias judiciais da primeira instância.

Um número, portanto, bem maior de magistrados que o estritamente necessário, sem falar dos desembargadores.

O inchaço da magistocracia faz com que os substitutos demorem até sete anos, em média, para ganhar a titularidade.

Normalmente, a função do juiz substituto é cobrir férias e ajudar nas varas mais pesadas, como a de Execuções Penais.

Mas um substituto só vira um juiz titular quando há vaga disponível, e a eleição segue os critérios de antiguidade e merecimento.

O teto do Judiciário é R$ 39 mil ,mas, segundo cálculos do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), um juiz brasileiro custa aproximadamente R$ 43 mil líquidos por mês.