Repatriação de brasileiros da zona de conflito no Oriente Médio continua

Crédito: João Risi / Audiovisual / PR

Sexto avião com brasileiros repatriados chega ao Rio de Janeiro. A operação 'Voltando em Paz' já atendeu a 1.135 pessoas

O avião da Força Aérea Brasileira (FAB) KC-30 vindo de Tel Aviv, em Israel, aterrou nas primeiras horas desta quinta-feira (19) no Rio de Janeiro com 219 cidadãos brasileiros repatriados da zona de conflito no Oriente Médio. Eles transportaram 11 animais de companhia no voo. Com isso, o número de brasileiros assistidos pela Operação Voltando em Paz, conduzida pelo governo federal, alcançou 1.135.

Conforme a lista mais recente do Itamaraty, ainda existem 150 brasileiros que manifestaram interesse em sair da região, sendo cerca de 120 em Israel e cerca de 30 na Faixa de Gaza.

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) indicou que o próximo voo destinado a trazer os brasileiros será operado por uma aeronave KC-30 da FAB, com capacidade para mais de 200 indivíduos. Isso possibilitará o transporte de todos os brasileiros em Israel, além de 15 estrangeiros da Argentina, Uruguai, Paraguai e Bolívia, que solicitaram auxílio ao Brasil para deixar a área.

O desafio reside no grupo de brasileiros na Faixa de Gaza, uma vez que não há previsão para a saída do enclave palestino. Uma aeronave presidencial já está posicionada no Cairo, a capital do Egito, aguardando autorização para retirar os brasileiros através da fronteira com o Egito.

“Isso depende de diversas considerações, tanto do lado de Israel quanto das autoridades de Gaza, bem como das autoridades egípcias, para que um acordo seja alcançado”, observou o Ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, em Brasília na quarta-feira (18).

Vieira acrescentou que os locais de assistência para deixar a Faixa de Gaza são escassos, e há aproximadamente 5 mil estrangeiros ansiosos por deixar a região. “Devido a todas essas questões práticas, as passagens ainda não foram abertas, impossibilitando a partida dos brasileiros e de outros estrangeiros”, ressaltou.