Brasil Prestes a se tornar segundo maior consumidor de carne no mundo

Crédito: Valter Campanato/Agência Brasil

O cenário da carne no Brasil é de notável crescimento, impulsionado por produção em alta, preços competitivos e mudanças nos hábitos de consumo

A produção brasileira de carnes está projetada para atingir 30,8 milhões de toneladas na safra 2023/2024, representando um aumento de 2,7% em relação à produção anterior, segundo a Conab. Carlos Cogo, consultor em agronegócio, destaca que o Brasil está a caminho de se tornar o segundo maior consumidor per capita de carne no mundo, superando a Austrália e ficando atrás apenas dos Estados Unidos. Estima-se que o consumo per capita de carnes no Brasil atingirá um recorde em 2024, com aproximadamente 103 kg por habitante.

Diversos fatores contribuem para esse aumento no consumo, incluindo a liderança do Brasil como produtor global de carnes e sua competitividade no mercado internacional. A melhoria na massa salarial, a redução do desemprego e os preços mais baixos das carnes também estão impulsionando o consumo.

Uma análise técnica mostra uma mudança no padrão de consumo de carnes no Brasil, com a carne suína e de frango experimentando um aumento significativo, enquanto a carne bovina está em declínio. A carne suína, em particular, tornou-se uma alternativa atraente.

Apesar dos desafios, como o aumento dos preços, especialmente para a carne bovina, à medida que o ciclo de oferta pecuária encerra, as margens de rentabilidade na pecuária devem se recuperar em 2024. Isso reflete um cenário desafiador, mas promissor, para atender à crescente demanda por carne no Brasil.