Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial

Crédito: Unsplash

Há 72 anos, o Brasil marcava o Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial com a aprovação da primeira lei brasileira contra o racismo. Esse foi um marco histórico na luta contra o preconceito no Brasil. Celebridades como Zezé Motta, o deputado estadual do RJ pelo PSOL, Prof. Josemar e clubes do Campeonato Brasileiro de Futebol como Vasco, Náutico e Internacional se manifestaram no Twitter em apoio a essa importante causa.

É celebrado nesta segunda-feira (3) o Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial, em referência à aprovação da Lei Afonso Arinos 1.390, em 1951, que tornou a discriminação racial uma contravenção penal no Brasil. Nesta data, é fundamental refletir sobre a importância da diversidade e da igualdade de oportunidades, uma vez que a discriminação racial limita o acesso a direitos básicos para milhões de pessoas em todo o país, como educação, emprego e saúde.

A luta contra o racismo vai além das manifestações de ódio e preconceito e requer a desconstrução das estruturas sociais que perpetuam a desigualdade. Combater essa forma de discriminação implica em promover a igualdade de oportunidades e a inclusão.

No Twitter, personalidades como o deputado estadual Prof. Josemar (Psol-RJ) e a atriz Zezé Motta manifestaram-se sobre a data. Josemar compartilhou um vídeo com os projetos de lei antirracistas apresentados nesse primeiro semestre de atuação na assembleia legislativa fluminense e ressaltou que segue comprometido com a luta antirracista, dentro e fora do parlamento. Zezé Motta destacou a importância da igualdade racial para os direitos humanos plenos, mencionando a realidade de extermínio de jovens negros nas favelas e nas periferias, a falta de proteção dos órgãos de segurança pública e as dificuldades enfrentadas por negros no mercado de trabalho.

“A desigualdade racial é uma herança maldita da escravidão no país”, ressaltou a atriz.