Sam Bankman-Fried

Sam Bankman-Fried || Crédito: Reprodução

Jovem bilionário estadunidense se vê às voltas com perda de clientes e rombo de corretora FTX, desestabilizando mercado de criptoativos globais

Menino-prodígio do mercado de criptoativos, o estadunidense Sam Bankman-Fried vive inferno astral com sua corretora FTX. Clientes se avolumam, em verdadeiro efeito-manada, para retirar seus ativos da empresa, que vive rombo estimado em cerca de US$ 8 bi.

Bankman-Fried fez um mea culpa no Twitter nesta quinta (10), dizendo, entre outras coisas, que falhou ao não dar conhecimento da situação ruim da corretora. Ele usou como argumento o fato de estar em negociação com a Binance, principal corretora de cripto do mundo, e que, por isso, deveria se manter em silêncio.

“Eu era o CEO, o que significa que era responsável por garantir que as coisas corressem bem”, disse. “Eu deveria estar controlando tudo. Falhei. Sinto muito.”