Ailton Krenak é um dos destaques nos 10 anos do Festival Artes Vertentes

Ailton Krenak || Crédito: Divulgação

Consolidado como um dos mais importantes festivais de artes integradas do país, evento acontece em Tiradentes, Minas Gerais, até o dia 20

Consolidado como um dos mais importantes festivais de artes integradas do país, o Festival Artes Vertentes – Festival Internacional de Artes de Tiradentes celebra uma década de realização com uma intensa programação – até o dia 20 – em torno do elemento água, mote que une as diversas linguagens artísticas que tradicionalmente integram o festival: música, literatura, cinema, artes visuais e artes cênicas.

Entre os destaques, no dia 18 o evento recebe a jornalista Eliane Brum para uma mesa-redonda com o tema “A água como ponto de conflito no Brasil contemporâneo”, com a participação de Ailton Krenak.  Ativista indígena dos direitos humanos nascido em 1953, no Vale do rio Doce, Minas Gerais, e pertencente à etnia Krenak, Ailton também estará presente no domingo (20), às 16h, junto com Marília Melo, Secretária do Meio Ambiente de Minas Gerais.

Daniela Arbex é outro ponto alto da programação. A escritora e jornalista aborda os desastres causados pela mineração em Minas Gerais a partir do seu último livro “Arrastados”. Daniela foi a campo para reconstituir em detalhes as primeiras 96 horas após o colapso da Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho. Ela entrevistou sobreviventes, familiares das vítimas, bombeiros, médicos-legistas, policiais e moradores das áreas atingidas. Depois, retornou à região para acompanhar o impacto das indenizações e contrapartidas institucionais para a reparação dos danos materiais. O livro, publicado pela Intrínseca, está sendo lançado no Artes Vertentes.

Vista da cidade de Tiradentes-MG. Crédito: Divulgação

Nas artes cênicas, o destaque é espetáculo “Velejando desertos remotos”, no Centro Cultural Yves Alves (Rua Direita, 168 – Centro – Tiradentes – MG), que acontece no dia 18, às 19h30. A peça é livremente inspirada no livro ‘As cidades invisíveis’, de Ítalo Calvino.

Anualmente, o Artes Vertentes homenageia artistas e personalidades de relevância para a história brasileira – Bárbara Freitag e Sérgio Paulo Rouanet são os homenageados da 10ª edição do Artes Vertentes, dando continuidade a uma série de homenageados que incluem o pianista Nelson Freire (2012), a atriz e bailarina Dorothy Lenner (2019) e até mesmo uma homenagem póstuma à psicóloga Nise da Silveira (2016).

Confira a programação completa em artesvertentes.com