Ciro Nogueira

Ciro Nogueira || Crédito: Marcos Oliveira/Agencia Senado

Titular da Casa Civil e capitão do Centrão passa a ter a última palavra em decisões relativas à execução do orçamento que antes eram exclusivas da Economia

Não é muito difícil que um ministro de Bolsonaro tenha mais poder do que o ministrinho da Economiazinha, Paulinho Guedes, mas o decreto editado nesta quinta (13), que exige anuência da Casa Civil sobre detalhamento da execução da peça orçamentária, outrora apenas responsabilidade da Economia, fez com que Ciro Nogueira, senador licenciado do Piauí e titular da Casa Civil, ascendesse para os “trend topics”.

Ciro Nogueira, um dos expoentes do Centrão junto com o presidente da Câmara, Arthur Lira, começou o ano silente, mas nem por isso sem ganhos. Na semana passada, Jair Bolsonaro desvestiu o andrajo de “nova política” e disse claramente que é também político do Centrão. Agora o presidente passa para Nogueira a última palavra para ações como remanejamento de verbas, alterações de despesas, abertura ou reabertura de créditos extraordinários e abertura de créditos especiais.

Vamos bem.