Boris Johnson

Boris Johnson || Crédito: Andrew Parsons / No 10 Downing Street

Primeiro-ministro britânico tenta domar crise provocada por revelação de festa na sede de governo, em Londres, quando restrições de circulação em razão da Covid-19 eram severas

A revelação de que participou de uma pequena festa em Downing Street, a sede do governo britânico, em maio de 2020, quando as restrições de circulação em Londres e no Reino Unido por conta da insurgência da Covid-19 eram muito severas, jogou o primeiro-ministro Boris Johnson nas cordas.

Explicando-se ao parlamento nesta quarta (12), ele se desculpou pelo ato, mas disse que imaginou que o convescote era na verdade uma reunião de trabalho, e que ele ficou por lá por 25 minutos.

Difícil foi explicar porque uma reunião de trabalho, em pleno 2020, inclui o consumo de bebidas alcoólicas.

Líder da oposição, Keir Starmer disse que a alegação de Johnson é “ridícula” e “ofensiva”.