Governo Federal derruba taxa de crescimento da folha de pagamento

Divulgação Governo

Em 2019, custo dos servidores ativos do Executivo Federal cresceu 0,4%. Entre 2009 e 2018, taxa subia à razão de 8,76% ao ano

Por Bernardo Bittar, de Brasília

A folha de pagamento do Executivo Federal em 2020 teve o menor crescimento da última década. De janeiro a setembro, o aumento foi de 0,2%. No ano passado, esse número foi um pouco maior: 0,4%.

PODER Online teve acesso à dados do ministério da Economia que apontam crescimento da folha de pagamento dos servidores ativos do Executivo à taxa de 8,76% ao ano entre 2009 e 2018, na era PT-MDB.

Se esse crescimento tivesse permanecido no mesmo ritmo em 2019, teria custado R$ 8,22 bilhões aos cofres públicos. Como cresceu 0,4%, o gasto foi de R$ 360 milhões – uma diferença de R$ 7,86 bi.

Além de menos contratações, houve cortes: em dezembro de 2018, havia 630 mil servidores no Executivo Federal. Hoje, são 601 mil. Uma redução de 29 mil de janeiro de 2019 a setembro de 2020.