Sessão Cultura Inc | 02/09/2023

Golda || Crédito: Divulgação

Como final de semana e cinema nasceram um para o outro, selecionamos dois filmes imperdíveis. Também tem sugestões para quem quer se esparramar no sofa e ficar logado no streaming ou na companhia de um bom livro

Golda, A Mulher de Uma Nação – A primeira dica é este filme que acabou de estrear e traz Helen Mirren como Golda Meir, uma das fundadoras do Estado de Israel. A trama se passa durante a Guerra do Yom Kippur, conflito que envolveu israelenses e árabes, em 1973. Não fosse a firme estratégia adotada pela estadista que, na época era Primeira-Ministra de Israel,  mais vidas teriam sido perdidas.

Tire 5 Cartas – Na comédia dirigida por Diego Freitas, Lilia Cabral dá vida à Fátima, uma sexagenária aspirante à cantora que resolve se mudar para o Rio de Janeiro a fim de realizar seu sonho. O caso é que as coisas não saíram do jeito que Fátima gostaria e ela acaba tendo que se virar como taróloga.  Estreia nos cinemas em 07/09.

The Changeling – Sombras de Nova York (Apple TV) – Baseada no  no best-seller de suspense de Victor LaValle, a série é protagonizada por LaKeith Stanfield, autor e rapper indicado ao Oscar 2021 de ator coadjuvante Por Judas e O Messias Negro. Estreia no streaming em 08/09.

Como Viver até os 100: Os Segredos das Zonas Azuis – Nesta minissérie, o autor best-seller Dan Buettner joga luz sobre os hábitos das comunidades mais longevas do mundo – “ilhas” que ele chama de Zonas Azuis. O programa é resultado de mais de duas décadas da pesquisa que Buettner fez sobre longevidade. Estreou quarta-feira (30) na Netflix.

Gravidade Zero, Woody Allen (editora Nova Fronteira) – Impossível não morrer de rir com o quinto livro de prosa humorística de Allen. Gravidade Zero reúne textos publicados na revista The New Yorker, além de histórias inéditas que ele escreveu especialmente para a obra. Chega por aqui no final de setembro, mas a pré-venda já está aberta.

Crédito: Divulgação

Lutos Finitos e Infinitos, Christian Dunker (editora Paidós) – Dunker, que é psicanalista, faz um mergulho teórico e pessoal no tema, já que a obra foi escrita depois da morte de sua mãe. A partir de teorias da Psicanálise e de exemplos clínicos, ele discute por que o luto pode ser finito para algumas pessoas e interminável para outras.

Crédito: Divulgação

Peças Reunidas, Lourdes Ramalho (editora Besouros Abstemios) – Considerada uma das escritoras e dramaturgas mais importantes do Brasil, Maria de Lourdes Nunes Ramalho produziu mais de cem trabalhos entre peças teatrais, livros infantis, poemas e cordéis. Este livro traz seis de seus principais textos para o teatro, como  A Feira, Festa do Rosário e Guiomar  – Sem Rir, Sem Chorar.

Crédito: Divulgação