Exercícios de isometria são a melhor opção para baixar pressão arterial

Crédito: Pxfuel

De acordo com novo estudo inglês, fazer prancha é melhor para a saúde do que correr na esteira

Manter os músculos contraídos, mas sem repetição de movimento, é a maneira ideal de manter os níveis de pressão arterial baixos. Em novo estudo do British Journal of Sports Medicine, exercícios de isometria como prancha e wall sits apresentaram os melhores resultados. O trabalho incluiu investigação com 16 mil indivíduos e análise de mais 270 estudos sobre o tema.

Os pesquisadores ingleses confirmaram que houve diminuição significativa na pressão sanguínea em descanso após diversos tipos de exercícios aeróbicos. Além dos exercícios de isometria, outras atividades de cardio demonstraram ser benéficas, como treinos de resistência dinâmica (agachamentos, flexões e treinos com peso) e a prática no estilo HIIT, High Intensity Interval Training.

Mas as maiores e mais eficientes reduções de níveis de pressão vascular foram observadas nos praticantes de isometria.

Com o estudo, os pesquisadores da Canterbury Christ Church University, no Reino Unido, defendem a atualização das diretrizes que orientam sobre as melhores práticas de exercício para a saúde cardiovascular.

Lembrando que um adulto saudável deve ter os níveis de pressão arterial em 12/8. Quando os números ficam acima desse patamar, veias e alguns órgãos podem ficar sobrecarregados. A sobrecarga por grandes períodos pode levar a enfarto e AVC.

Alimentos específicos também podem ajudar o coração

Além dos exercícios regulares, a alimentação pode ser aliada na manutenção da saúde cardiovascular. Diminuir cafeína, gordura, sal e álcool são estratégias reconhecidamente importantes para se manter sadio. Mas é possível ir além de adotar hábitos alimentares voltados para o cuidado com o coração. Azeites, castanhas e linhaça são indispensáveis na dieta de quem está focado em levar saúde para dentro do peito.

De acordo com o nutricionista Thiago Barros, mestre pela Unifesp, é necessário balancear gorduras saturadas e insaturadas. Investir em comida com gordura “boa”, como azeitonas e chia, e garantir que a proporção em relação às gorduras consideradas nocivas é o caminho.

Barros recomenda assegurar que as refeições incluam sempre frutas e vegetais, pois são importantes fontes de fibra. Assim, é possível proativamente aumentar a saúde cardiovascular. “Feijão carioca e aveia em flocos ou em farelo são especialmente ricos em fibra”, destaca o nutricionista. Portanto, não deixe de acrescentar esses alimentos nas próximas refeições.

Alimentos que podem beneficiar a saúde cardiovascular:

– Azeite

– Azeitona

– Castanhas

– Linhaça

– Feijão Carioca

– Aveia

– Frutas