GWM vive primeiro mês de vendas no Brasil com resultado auspicioso

Fábrica da GWM no interior de São Paulo || Crédito: Great Wall Motors/Divulgação

Montadora chinesa que fabrica a SUV híbrida Haval conquista perto de mil emplacamentos, ficando próxima das tradicionais BMW e Mitsubishi

Embora produzir carros elétricos no Brasil ainda não seja exatamente um negócio da China, duas grandes montadoras chinesas recém-instaladas no país estão a fazer exatamente isso, a
Great Wall Motors (GWM) e a Build Your Dreams (BYD).

No Brasil, como se sabe, os estímulos à eletrificação da frota são reduzidos, fazendo com que as montadoras tradicionais há tempos instaladas aqui prefiram importar seus elétricos. Faz certo sentido: tanto na Europa como nos Estados Unidos, os programas de eletrificação vão bem mais avançados, com países e cidades impondo banimentos para os carros com motores à combustão já para esta década.

De qualquer forma, a GWM viveu um excelente maio no Brasil, com o único modelo aqui fabricado, a SUV Haval H6, tendo conquistado 960 emplacamentos (o que significa a venda firme de 960 unidades), em desempenho comparável às montadoras BMW e Mitsubishi.

Foi o primeiro mês de atividade integral de vendas da chinesa no Brasil, o que amplifica ainda mais o resultado.

Osvaldo Ramos, chefe de vendas da BMW, comunicou os resultados numa live e, conforme noticiou o “Pipeline” do jornal Valor Econômico, mandou um recado bem-humorado para seu amigo e concorrente Mauro Correia, que chefia a representação conjunta da Mitsubishi e da Suzuki no Brasil.

“Eu mando um abraço para o meu amigo Mauro Correia, da Mitsubishi. Já estou aparecendo no teu retrovisor e no da BMW. Em breve, quando tivermos mais volume, vamos estar incomodando a parte de cima do ranking.”