Margareth Menezes

Margareth Menezes || Crédito: José de Holanda / Divulgação

Cantora baiana do grupo de transição de Cultura revela a site que recebeu de Lula convite para ser nova ministra da Cultura, mas não confirma aceite

Assim como teve Gilberto Gil como um de seus ministros da Cultura mais célebres – talvez Gil tenha sido um dos mais célebres da história da pasta –, Lula vem flertando, segundo dizem observadores políticos, com uma cantora para o ministério, que, ao que tudo indica, será recriado.

Margareth Menezes, baiana como Gil, é a mais cotada. Segundo o site PODER 360, que nesta sexta (9) disse ter feito contato com a cantora, ela chegou a ser convidada, mas não entregou se aceitará ou não.

Margareth mataria dois coelhos para o quesito diversidade, embora isso seja insuficiente para essa questão tão contemporânea na montagem de times políticos – como fizeram, aliás, Justin Trudeau, no Canadá, e Gabriel Boric, no Chile. Afinal, ela é mulher e negra.

Margareth está no grupo de transição de Cultura ao lado do poeta Antônio Marinho; da deputada federal mineira do Psol Áurea Carolina; de Juca Ferreira, ex-ministro da Cultura, que justamente sucedeu Gil quando este renunciou; da atriz e candidata a deputada federal (não eleita) Lucélia Santos; e de Márcio Tavares, secretário Nacional de Cultura do PT.