Com derrota do Brasil, ministros de Lula não ganham esperado ambiente festivo; Lula saúda seleção

Crédito: Reprodução

Clima positivo para divulgação de cinco primeiros ministros não vem, e Dino e Lula vão às redes sociais para cumprimentar Tite e seus pupilos

A cerimônia de divulgação do primeiro time de ministros de Lula 3, na manhã desta sexta (9), foi curta para dar tempo, como Lula mesmo disse ao final da entrevista coletiva, para que todos pudessem assistir ao jogo do Brasil contra a Croácia.

E se os novos mandatários esperavam colher alguma positividade vinda do futebol para Fernando Haddad, Rui Costa, Mauro Vieira, Flávio Dino e  José Múcio Monteiro, os primeiros cinco ministros desvelados, isso, claro, acabou não acontecendo.

Flávio Dino, escolhido novo ministro da Justiça e Segurança Pública, foi o primeiro a comentar a atuação do Brasil, chegando a reclamar da atuação do árbitro e não marcar algumas faltas.

“Brasil jogou bem. Controlou o jogo nos seus fundamentos. Neymar fez um belo gol. Infelizmente, faltou aplicação na marcação nos últimos minutos da prorrogação. O abalo psicológico se manifestou nos pênaltis. Minhas homenagens ao técnico Tite, à equipe e à torcida brasileira”, escreveu, no calor da derrota.

Lula demorou até às 15h45, mais ou menos para parabenizar o scratch:

“O Brasil se esforçou, Neymar fez um belo gol e o time merecia mais. Meus cumprimentos aos jogadores e comissão técnica. Vamos em frente que na vida jamais podemos desistir.”

Fernando Haddad, escolhido para o ministério da Fazenda, preferiu passar.

Jair Bolsonaro, ao menos no Twitter, seguiu em silêncio.