Ciro Gomes explode estado mínimo de Flávio Rocha

Ciro Gomes e Flávio Rocha || Crédito: Keiny Andrade/Equipe Ciro Gomes

Em encontro no Instituto para o Desenvolvimento do Varejo, presidenciável do PDT destrói argumentos ultraliberais de controlador da Riachuelo

A defesa sem mais aquela da iniciativa privada e do estado mínimo pelo empresário Flávio Rocha, da Riachuelo, recebeu uma invertida decidida do presidenciável Ciro Gomes (PDT).

Em encontro com empresários do setor varejista no IDV (Instituto para o Desenvolvimento do Varejo) nesta segunda (22), o ex-governador do Ceará derrubou impiedosamente os exemplos trazidos à mesa por Rocha para celebrar a supremacia do ultraliberalismo e do estado mínimo.

Ciro desafiou Rocha a citar uma nação que tivesse atingido “maturidade tecnológica sem a presença pioneira do estado”. Diante da resposta “Estados Unidos”, iniciou a demolição:

“Isso aqui se chama celular, quem criou foi o DARPA, uma agência estatal americana. Quem criou a internet que estamos usando aqui foi o exército americano. Tudo isso está muito bem difundido para a iniciativa privada, mas nenhum domínio foi, nem na química, nem na biologia, nem na farmácia, nem na eletrônica, nenhum domínio foi feito pela iniciativa privada. Porque é muito caro, Flávio.”

O empresário ainda tentou salvar seu ponto citando o empenho da Pfizer no desenvolvimento da vacina contra a Covid-19, mas acabou dando mais munição para o adversário: “Para com isso. Tudo é o estado. Você não sabe que a pesquisa da Covid-19 foi paga pelo estado americano? Meu amigo, desintoxica. Vamos raciocinar juntos. Você acabou de citar a vacina. A vacina foi feita com inversão poderosa do tesouro americano.”