Reed Hastings

Reed Hastings || Crédito: re:publica/Gregor Fischer

Mesmo com “Round 6” e “Não olhe para cima”, CoCeo da Netflix apresenta números de expansão menores do que o esperado, e resultado derruba papeis

Muito já se falou sobre a irracionalidade do mercado – a entidade –, mas pode ser que não haja apenas irracionalidade na queda vertiginosa da cotação dos papéis do Netflix nesta sexta (21).

Mesmo tendo dominado o imaginário de boa parte do Ocidente nas últimas seis semanas com o longa Não olhe para cima, elenco estelar e o diabo, sem contar no estouro do sul-coreano Round 6, os resultados do quarto tri de 2021, divulgados nesta quinta (20), derrubaram a empresa na bolsa.

As ações chegaram a cair 24%, estacionando agora no meio da tarde nos 20% de declínio. Os investidores não gostaram de ouvir da Netflix que a competição no streaming “mordeu” seu espaço de crescimento e que, destarte, foi preciso rever a quantidade de expansão dos novos assinantes nos primeiros três meses de 2022.

A sinceridade do CEO Reed Hastings talvez não tenha pegado bem.

“Estamos mantendo a calma e tentando descobrir isso [a razão da redução do número de assinantes]. Pode ser a Covid. Pode ser que estejamos pressionando um mercado menor do que pensávamos. Não tenho certeza”.