Revista Poder

André Mendonça troca compromissos sociais por via-sacra com pastores

André Mendonça || Crédito: Marcos Oliveira/Agência Senado

Finalmente aprovado na bacia das almas pelo Senado para ocupar a vaga do ministro Marco Aurélio Mello  no STF, o ex-AGU André Mendonça dispensou compromissos sociais em Brasília e partiu em peregrinação para agradecer quem esteve a seu lado durante os quase cinco meses em que ele ficou no limbo, esperando a indicação vingar.

Tradicionalmente oferecido pelo STF, o jantar de posse de André Mendonça foi cancelado antes mesmo de existir. O novo ministro disse que não quer nenhum evento social por agora. Ele também não compareceu à festa de fim de ano da Advocacia-Geral da União (AGU) nem à do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ambas nesta quinta (9).

Preferiu bater cabelo nas igrejas que o ajudaram na batalha pela vaga no Supremo.

(Agora ele pode, né? O ex-carequinha fez um implante capilar muito chique com o mesmo médico que atendeu o cantor Roberto Carlos, Thiago Bianco, irmão do novo AGU, Bruno Bianco)

A primeira parada foi na Assembleia de Deus Vitória em Cristo, no Rio de Janeiro, igreja de Silas Malafaia. Lá, disse que a indicação “era do plano de Deus, estava estabelecido por Deus desde a fundação do mundo”.

Pega mal, mas a dívida de gratidão precisa ser liquidada. Por isso, entre os próximos passos, há uma parada na igreja de Silas Câmara (Republicanos-AM), deputado-pastor que comanda a Assembleia de Deus manauara.

Sair da versão mobile