“Bolsonaro vem”, diz deputado Capitão Augusto, vice-líder do PL

Capitão Augusto, Valdemar Costa Neto e Jair Bolsonaro || Crédito: Câmara dos Deputados/Reprodução/PL/Alan Santos/PR

“Ele precisa de um partido grande”, diz parlamentar a PODER Online, que garante que anúncio de filiação será feito em 2021; só falta combinar com o dono do partido

“Temos certeza absoluta que ele vem”. A frase é do vice-líder do PL na Câmara dos Deputados, Capitão Augusto (SP), em conversa com PODER Online nesta sexta-feira (19). O parlamentar se refere à filiação do presidente Jair Bolsonaro a seu partido, aguardada ainda para 2021.

Foram semanas de negociações até que Valdemar Costa Neto, que comanda desde Moji das Cruzes o partido, fosse ao Twitter para confirmar a vinda do presida. Mas aí veio a importantíssima viagem de  Bolsonaro ao Oriente Médio – encerrada brilhantemente num free shop de Lisboa –, e os caras tretaram.

Nesta semana, um comunicado interno do partido circulou em grupos de WhatsApp. É uma mensagem de Costa Neto afirmando que o partido está “plenamente pronto” para receber o presidente da República.

“Não existe outro partido que consiga recepcionar o presidente agora. Ele precisa de um partido grande, que consiga pagar as contas, levá-lo ao rádio e à TV. Temos certeza que as diferenças serão resolvidas”, contou. As tais diferenças são os apoios que o PL deverá oferecer nos estados, como em São Paulo, ao vice de Joao Doria (PSDB), candidato ao Bandeirantes..

Na lista de exigências de Bolsonaro e família, um dos pedidos é para que o PL se desvincule em todos os estados do PT. “O que é mais do que justo”, avalia Capitão Augusto.

“A data ainda não foi resolvida, mas precisa ser até o fim de 2021. Precisamos de um anúncio formal até o fim do ano. E ele vai acontecer.

Capitão Augusto está em seu segundo mandato, tendo trocado o PR pelo PL em 2019 – uma inconsistência partidária digna do sujeito que ele quer ver em seu atual partido.