Renan Santos

Renan Santos || Crédito: Reprodução

Coordenador do MBL exulta nas redes com o anúncio de que finalmente o Movimento Brasil Livre vai às ruas pelo impeachment de Bolsonaro... em setembro

O PSDB acaba de perder seu posto de proverbial partido do muro para os irmãos siameses Movimento Brasil Livre (MBL) e Partido Novo.

Depois de muito ponderar, e ponderar mais um pouco, e um pouquinho mais ponderar, as duas entidades decidiram ir às ruas contra Bolsonaro.

Se a decisão já veio com bastante delay, que dizer da data “consagrada”?

Os amigos vão pedir o impeachment do presidente no meio da galera em 12 de setembro.

Resta saber o que haverá até lá em Brasília.

Renan Santos, do MBL, que adicionou essa data e a expressão “Fora Bolsonaro” a seu nome em sua conta de Twitter, parece ter ficado exultante. Ele passou o dia convocando parças e congressistas pelo Twitter com variações da frase “te vejo rua”/“te aguardo no” #FORABOLSONARO.

Mais divertido é o post fixado na conta do Twitter do Partido Novo, que diz que “após detalhada análise técnica, consultas a juristas, discussões, e ampla reflexão sobre os fatos apresentados e consolidados pela CPI da Pandemia, o NOVO conclui de forma inequívoca que o presidente Bolsonaro cometeu crimes de responsabilidade previstos na Lei nº 1.079/50.”

Eles são muito criteriosos.