Revista Poder

Aerocamping: A prática de voar e achar o melhor pico para acampar

Célian Genier Photo || Crédito: Divulgação

Uma tendência peculiar tem ganhado cada vez mais adeptos no mundo do turismo e da aventura: o aerocamping. A combinação única de voar pelos céus e acampar em meio à natureza tem conquistado aventureiros ao redor do mundo. Mas qual será o segredo por trás dessa experiência?

Segundo os especialistas ouvidos pelo Bloomberg, o segredo do aerocamping está na conexão íntima que os pilotos estabelecem entre céu e terra. Diferente de outras formas de turismo, proporciona uma experiência que vai além da simples viagem: é uma imersão na natureza e na liberdade de voar.

O piloto Robert Miller revela que “o aerocamping oferece a oportunidade única de chegar a lugares remotos e inacessíveis de outra forma. Quando você está voando pelo céu, sente uma sensação de liberdade e empolgação que é indescritível”, diz. “E quando pousa em meio à natureza, sente uma conexão profunda com o ambiente e uma tranquilidade difícil de encontrar em outros lugares”.

Embora existam inspeções anuais exigidas pela Federal Aviation Administration e o combustível de avião custe cerca de um dólar a mais por galão do que o combustível de carro (com emissões equivalentes às de um trailer ou barco menor), voar não é um passatempo proibitivamente caro. Pelo preço de “um SUV de preço moderado, você pode entrar na aviação”, diz o piloto recreativo Rodney Swanson, observando que os aviões usados ​​custam de US$ 40 a 80 mil aproximadamente; um novo Cessna Skyhawk 172 de quatro lugares custa US $ 477 mil. “Em vez de jogar golfe ou apostar, é isso que fazemos.”

Cessna Skyhawk 172. Foto: Divulgação

 

Amigo pássaro

Outro segredo é a camaradagem e solidariedade que existem entre os pilotos. Bill McGlynn, presidente da Recreational Aviation Foundation, destaca que a comunidade de aerocamping é unida e engajada. “Os pilotos compartilham dicas, experiências e conhecimentos, tornando uma verdadeira jornada de aprendizado e descobertas”.

Os EUA têm cerca de meio milhão de pessoas com certificação de piloto ativo, segundo a FAA. Mas McGlynn diz que apenas cerca de 35 a 40 mil deles praticam voos recreativos.

Só para os corajosos

Mas calma lá… Os pilotos também enfrentam desafios como condições meteorológicas imprevisíveis e a necessidade de planejar cuidadosamente cada etapa da viagem. Portanto, é o tipo de atividade para aventureiros que já praticam esportes radicais e pilotagem.

Algumas imagens que traduzem um pouco do dia a dia no aerocamping.

Moose Creek, Alasca, EUA

Death Valley National Park, Califórnia, EUA

Chicken Strip, Califórnia, EUA

Marcy Field, Nova York, EUA

Mexican Mountain, Utah, EUA

Sair da versão mobile