Revista Poder

Alcaraz conquista Wimbledon em final emocionante ao derrotar Djokovic

Carlos Alcaraz || Crédito: AELTC/Simon Bruty

Carlos Alcaraz, em sua primeira final em Wimbledon, teve dificuldades iniciais contra um implacável Novak Djokovic. No entanto, o jovem espanhol gradualmente encontrou seu ritmo e mostrou sua tenacidade. Em uma espetacular virada, o jogador de 20 anos triunfou em uma emocionante partida de 4 horas e 42 minutos, garantindo seu primeiro título na grama de Londres e seu segundo Grand Slam no geral, com uma vitória por 3 sets a 2 (1/6, 7/6(6), 6/1, 3/6 e 6/4).

A partida foi repleta de reviravoltas. Djokovic dominou no início, deixando Alcaraz aparentemente impotente. No entanto, o jovem espanhol se recuperou, igualando o jogo com um retorno impecável no segundo set. Em seguida, perseverou em um jogo de 26 minutos para se recuperar da derrota por 6-1 no primeiro set e assumir a liderança. Djokovic fez uma reação com um quarto set impecável, mas Alcaraz recuperou sua compostura para encerrar uma final épica.

Com essa vitória, Alcaraz garante o topo do ranking da ATP, acumulando 9.675 pontos na lista que será divulgada na segunda-feira. Isso amplia a diferença entre ele e Djokovic, que permanece na segunda posição.

Além de sua notável conquista, Alcaraz encerra o reinado histórico do Big 4, composto por Djokovic, Roger Federer, Rafael Nadal e Andy Murray. O último jogador fora do Big 4 a vencer Wimbledon foi Lleyton Hewitt em 2002. A invencibilidade de Djokovic em Londres também chega ao fim, depois de desfrutar de 34 vitórias consecutivas. Além disso, ele não havia perdido na Quadra Central por dez anos.

CAMPANHAS EM WIMBLEDON

Em relação às campanhas no torneio, tanto Djokovic quanto Alcaraz perderam apenas dois sets até o momento. O sérvio teve partidas mais exigentes nas oitavas e quartas de final contra Hubert Hurkacz e Andrey Rublev, respectivamente. Já o espanhol encontrou maior resistência nas fases anteriores contra Nicolas Jarry e Matteo Berrettini. Ambos venceram seus adversários nas semifinais em sets diretos: Djokovic bateu o italiano Jannik Sinner, enquanto Alcaraz surpreendeu ao vencer o número três do mundo, Daniil Medvedev.

A final de Wimbledon entre eles não trará apenas o título do torneio na grama, mas também a disputa acirrada pelo primeiro lugar no ranking da ATP, já que estão separados por apenas 80 pontos. O campeão receberá 2.000 pontos, garantindo a liderança, além de um prêmio em dinheiro de 2,35 milhões de libras esterlinas (equivalente a 14,8 milhões de reais), enquanto o vice-campeão receberá 1.200 pontos e uma premiação de 1,175 milhão de libras esterlinas (7,4 milhões de reais). A partida se torna ainda mais relevante, com ambos os jogadores cientes de que a vitória não apenas consagra um troféu, mas também marca um momento importante em suas carreiras, com reconhecimento e benefícios financeiros.

Os encontros anteriores entre Djokovic e Alcaraz foram emocionantes. No confronto realizado em Roland Garros neste ano, o sérvio saiu vitorioso após quatro sets: 6/3, 5/7, 6/1 e 6/1. Já no Masters 1000 de Madri em 2022, Alcaraz conquistou a vitória em uma partida equilibrada, que terminou com o placar de 6/7(5), 7/5 e 7/6(5).

A expectativa é de um grande duelo entre esses jogadores, que buscam um lugar na história do tênis mundial.

Sair da versão mobile