Revista Poder

Tarcísio monta secretariado e indica primeira mulher para pasta vitaminada

Tarcísio de Freitas || Crédito: Gov-SP

O governador eleito de São Paulo, Tarcísio Gomes de Freitas, está cumprindo com razoável precisão os prazos que indicou para comunicar seu secretariado. Nesta sexta (25), ele divulgou dois novos nomes – dentre eles, o da primeira mulher.

Tarcisão vem reproduzindo, de certa forma, a ideia que ventilou diuturnamente em seu tempo de ministro de Bolsonaro, a de querer formar um ministério técnico – entendendo por “técnico” o sujeito com notório saber na área de abrangência da pasta.

A questão é que a área de abrangência de algumas pastas é enorme. Natalia Resende, indicada nesta sexta, vai assumir uma secretaria que incorporará duas dos tempos de Doria/Garcia: Infraestrutura e Meio Ambiente e ainda Logística e Transportes. Sob Natalia, portanto, estarão órgãos e empresas paulistas de porte, como a Cetesb, o DER e a Sabesp, cuja privatização, supostamente desejada por Tarcisão até recentemente, foi instrumento para ataques de seus adversários durante a campanha eleitoral.

Natalia foi chefe da consultoria jurídica de Tarcísio no ministério da Infraestrutura, figura crucial no pacote de concessões e privatizações tocado pela pasta.

O futuro governador já anunciou Renato Feder para a secretaria da Educação e Eleuses Paiva para a Saúde. Para a Casa Civil, confirmou nesta sexta (25) Arthur Lima, advogado que também se formou na Academia Militar das Agulhas Negras, qual Tarcisão.

Sair da versão mobile