Revista Poder

Obrigado a desmentir informações, Janones tripudia ainda mais adversário

André Janones, Roberto Jefferson e Bolsonaro || Crédito: Paulo Sergio/Câmara dos Deputados/Reprodução/PTB

O deputado federal André Janones (Avante-MG) foi, certamente, a maior conquista da campanha digital de Lula. O que significa que foi a maior conquista da campanha de modo geral, já que o front digital tornou-se a verdadeira praça de combate eleitoral, o “chão de fábrica dos novos tempos”, como Janones mesmo definiu uma vez.

Pois bem, diante das novas medidas anunciadas pelo TSE há alguns dias, que exigem duas horas para as mídias sociais retirarem propaganda enganosa ou desinformação após o julgamento sobre as postagens na corte, Janones, que tem material que se enquadra no caso, s vem publicando vídeos e posts negando, com riqueza de detalhes, aquilo que ele quer informar.

Assim, reafirma uma segunda vez o que queria.

Sobre as conexões entre Jair Bolsonaro e o ex-deputado Roberto Jefferson, tornado tóxico para o presidente por sua performance bélica neste domingo (23), Janones publicou vídeo nesta segunda-feira, informando:

“Roberto Jefferson jamais foi coordenador do candidato Jair Bolsonaro à reeleição” e o “presidente Bolsonaro nunca tirou qualquer foto com o mesmo”.

Então desceu a detalhes: “Roberto Jefferson não fez nenhuma homenagem a Bolsonaro durante um almoço na churrascaria Nativas, em Brasília”.

“Roberto Jefferson também não nomeou Eduardo Bolsonaro na liderança do PTB em Brasília com salário de R$ 9,8 mil por mês quando Eduardo tinha apenas 18 anos e morava no Rio de Janeiro”.

E por fim: “Roberto Jefferson nunca esteve em viagens na comitiva presidencial, como a viagem para Belem do Pará, por exemplo, transmitida há cerca de um ano pela TV Brasil”.

Sair da versão mobile