Revista Poder

Rishi Sunak

Rishi Sunak || Créditos: Pippa Fowles / No 10 Downing Street

Da primeira vez, não deu. Quando o processo sucessório dentro do partido Conservador estava para definir o substituto de Boris Johnson, Rishi Sunak perdeu a decisão final para Liz Truss. Mas agora que a ex-primeira-ministra britânica renunciou apenas 45 dias depois de ser entronizada no cargo, o ex-secretário de Finanças de Boris foi finalmente aprovado por seus colegas de partido.

Sunak será o novo primeiro-ministro do Reino Unido. O inglês de origem indiana é genro de um bilionário indiano e, após ter sido derrotado por Truss, no começo de setembro, teve sua carreira política dada por encerrada. Especulou-se que ele voltaria para a iniciativa privada e viveria na Califórnia.

Em brevíssimo depoimento após a definição do resultado nesta segunda (24), Sunak disse que o partido Conservador vive uma “ameaça existencial” e passa por um momento de “união ou morte” – que seria a possível derrota nas próximas eleições para o partido Trabalhista.

Sunak receberá a benção do novo rei, Charles 3º, nesta terça-feira, no palácio de Buckingham, rito que o sacramentará como o novo primeiro-ministro britânico.

Sair da versão mobile