Revista Poder

Vladimir Putin

Vladimir Putin é tema de documentário (Créditos WikiCommons)

Só se fala de outra coisa no Brasil, mas Vladimir Putin não sossega. Pelo contrário. Esta sexta (30) marcou importante movimento de sua tentativa de anexação de partes da Ucrânia, consequência de uma invasão que já dura mais de sete meses.

Nesta sexta, Putin oficializou, pode-se dizer, a anexação das regiões de Donetsk, Luhansk, Kherson e Zaporíjia, no sul ucraniano, considerando-as estados independentes. Forças russas que dominam as áreas realizaram um referendo nesta semana, no primeiro passo para a ação.

As regiões são economicamente estratégicas, pois concentram indústrias, terras agriculturáveis e conexões com a também ocupada Criméia.

Em discurso para aliados da aristocracia russa, Putin voltou a insistir em seu velho argumento, de que a invasão da Ucrânia foi reação aos movimentos do Ocidente e da Otan, colocando em risco a segurança do país que comanda. E instou Kiev a voltar à mesa de negociação.

Sair da versão mobile