Revista Poder

Jair Renan

Renan Bolsonaro || Crédito: Reprodução Instagram

Correspondente do jornal britânico The Guardian na América Latina, o jornalista Tom Phillips fez a pergunta inevitável em sua conta no Twitter nesta terça (30): “Algo me diz que a notícia de a família do presidente Bolsonaro ter comprado mais de 50 imóveis com dinheiro vivo deveria ser manchete de qualquer jornal, não?”

Bem, talvez não, especialmente quando outros escândalos ou proto-escândalos envolvendo o bolsonarismo se avolumam. Nesta mesma terça, o jornal O Globo mostrou, a partir de relatório da Polícia Federal, que um servidor da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) tentou se imiscuir na investigação contra o filho 04 de Bolsonaro, Jair Renan.

04 vinha sendo investigado pela PF por possível tráfico de influência, inquérito aberto a pedido do Ministério Público Federal. Jair Renan chegou a facultar acesso a um de seus patrocinadores a um ministro de Estado e recebeu um carro elétrico de outro “sponsor”. Seja como for, a PF encerrou o inquérito sem propor indiciamento, mas o caso da possível ingerência da Abin chegou a Bolsonaro, que respondeu à sua maneira.

Disse que não tem influência sobre a agência de espionagem, que 04 pode mesmo ser investigado e aproveitou para jogar os filhos de Lula na história.“Não compare meus filhos com os filhos do Lula. Vocês passaram anos sem falar do filho do Lula. Qualquer filho tem que ser investigado.”

Sair da versão mobile