Revista Poder

CVM pede informações a Americanas por movimentação atípica de papel na B3

Créditos: Divulgação/Shopping Jardim Norte

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) quer investigar a oscilação incomum de preço e o volume de negócios atípico das ações da varejista Americanas nos últimos dias. A autarquia do governo federal que regula o mercado de capitais pediu oficialmente respostas à empresa, que anunciou recentemente a vinda de Sérgio Rial, ex-CEO do Santander, para dirigir suas operações no país a partir de janeiro de 2023.

Trata-se de um pedido de praxe da CVM para essas situações. A Americanas comunicou sobre a vinda de Rial na última sexta (19), após o fechamento da operação da B3, mas as oscilações começaram já em 11 de agosto, com queda de mais de 9% do valor da ação. Houve altas expressivas nos pregões que sucederam o anúncio, superior a 20% na segunda (22) e de mais de 15% na terça (23).

Em julho, a média diária de negociação do papel ficou em R$ 200 mi, valor que triplicou no dia 10 de agosto e finalmente passou para R$ 1 bi na segunda (22).

Rial será protagonista da primeira troca de comando da varejista em 20 anos.

Sair da versão mobile