Revista Poder

CEO que demitiu e chorou por isso expõe vulnerabilidade e abala imagem sociopata da classe

Braden Wallake || Crédito: Reprodução/LinkedIn

Pode parecer um tanto duro, mas pesquisas mostram que a sociopatia é uma característica comum a vários CEOs. Braden Wallake, CEO de uma empresa de marketing estadunidense, a HyperSocial, dificilmente se enquadraria nesse conjunto pouco altaneiro de  dirigentes de empresas.

Bem, não dá para colocar a mão no fogo. Wallake celebrizou-se ao postar em sua própria conta do LinkedIn, a rede social corporativa por excelência, uma imagem de si próprio chorando. Ele, que diz ter “dificuldade coma as palavras” , o que seria outra justificativa para o ato, queria mostrar-se vulnerável, na tão falada – e supostamente positiva – onda da autora Brené Brown.

Junto a uma imagem de seus olhos marejados, ele justificou:

“Acabamos de demitir alguns de nossos colaboradores”, escreveu. “Tenho visto muitas demissões nas últimas semanas no LinkedIn. A maior parte delas por razões econômicas (…) As nossas? Minha culpa.”

“Fiz hoje a coisa mais dura que já tive de fazer.”

E finalizou: “Sempre contrato pessoas baseadas no que são como pessoas. Pessoas de grande coração e alma. E não consigo imaginar um momento mais depressivo que este.”

O post viralizou, teve mais de 50 mil curtidas, mas angariou pancadas de todos os lados – com direito a memes e piadas.

Sair da versão mobile