Revista Poder

Luiz Fux

Luiz Fux || Crédito: Nelson Jr./SCO/STF

Depois de ataques sistemáticos e insultuosos de Jair Bolsonaro contra os ministros do STF Luís Roberto Barroso e agora Alexandre de Moraes (“A hora dele vai chegar”, disse o presidente), Luiz Fux, presidente do Supremo, decidiu agir. Na sessão desta quinta (5) do tribunal, ele afirmou publicamente que cancelava uma reunião entre os chefes dos Três Poderes.

O encontro, idealizado para tentar harmonizar a relação principalmente entre Judiciário e Executivo, havia sido adiado por conta da viagem hospitalar às pressas de Bolsonaro para São Paulo, há cerca de três semanas. Para justificar o cancelamento, Fux disse que “o pressuposto do diálogo entre os Poderes é o respeito mútuo entre as instituições e seus integrantes.”

Fica implícito, na frase, que os ataques de Bolsonaro desrespeitam as instituições e interditam o diálogo.

Fux abandonou as elipses em seu pronunciamento. “(…) o presidente da República tem reiterado ofensas e ataques de inverdades a integrantes desta Corte, em especial os ministros Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. Além disso, Sua Excelência mantém a divulgação de interpretações equivocadas de decisões do plenário, bem como insiste em colocar sob suspeição a higidez do processo eleitoral brasileiro”, afirmou.

 

Sair da versão mobile