Revista Poder

Documentário sobre Ghislaine Maxwell deixa socialites de Nova York em alerta

Ghislaine Maxwell

A passagem do tempo deixou de ser o maior temor de certas socialites de Nova York, ao menos por enquanto. É que muitas delas estão morrendo de medo de receber ligações de produtores da BBC que estão concluindo um documentário sobre Ghislaine Maxwell, a outrora socialite com passe livre no eixo NY-Londres-Paris que está presa desde julho, aguardando para ser julgada por uma série de crimes sexuais e até tráfico infantil de garotas dos quais teria sido cúmplice de seu ex-patrão e namorado, Jeffrey Epstein, e cujos segredos muito bem guardados podem colocar por terra a vida de ‘comercial de margarina’ de muitos.

Por enquanto, nenhuma das senhoras topou falar com o pessoal da rede britânica, mas o advogado David Boies – que defende várias supostas vítimas de Epstein – deu uma entrevista de mais de duas horas para a emissora. Um ex-assessor de imprensa do multimilionário que se suicidou na prisão também teria dado sua versão dos fatos aos repórteres investigativos, assim como o misterioso executivo que ajudou Maxwell a alugar uma casa em Bradford, no estado americano de New Hampshire, na qual ela se escondeu até ser encontrada pelo FBI.

A BBC já deu um título para o filme que promete causar muita controvérsia: “The Fall Of The House Of Maxwell”, ou a “A Queda da Casa de Maxwell”, em tradução livre. Seus produtores-executivos são Peter Fincham, o ex-chefão da rede britânica, e Tim Hincks, que no passado comandou a operação da Endemol no Reino Unido. Sua exibição, no entanto, só deverá acontecer depois que o julgamento de Maxwell começar, o que está previsto para meados de novembro.

Sair da versão mobile