Buritirama fecha acordo bilionário com estatal chinesa de mineração

Contrato de antecipação de exportações de manganês firmado com a China MinMetals Corporation é um dos maiores de uma empresa de mineração do país

A Buritirama Mineração, a maior produtora nacional de manganês e a terceira maior do mundo, fechou ontem um contrato bilionário com a China MinMetals Corporation para exportação do mineral ao mercado chinês. O contrato é válido por 10 anos.

Pelo acordo, a companhia brasileira vai receber um pré-pagamento de US$ 400 milhões ao longo de um ano e se compromete a enviar anualmente para a China 1,5 milhão de toneladas de manganês grau metalúrgico. Localizada a 140 quilômetros da cidade de Marabá, no Pará, a mina da Buritirama tem capacidade atual de produção de 2,5 milhões de toneladas/ano.

“[O contrato] traz segurança para nosso negócio, permite fazer novos investimentos, geração de empregos, e equilíbrio para nossa estrutura de financiamento, com participação de clientes e não somente de bancos”, revelou o acionista controlador da Buritirama, João Araújo, em entrevista ao Valor.

Considerado um elemento estratégico na economia mundial, o manganês é o quarto metal mais utilizado do planeta em termos de quantidade, atrás somente do ferro, alumínio e cobre. É usado principalmente na fabricação de aço e essencial nas principais atividades de desenvolvimento, tendo os setores de infraestrutura e agronegócio como destaque.

Com faturamento anual da ordem de US$ 110 bilhões, a gigante China MinMetals é uma empresa estatal de mineração e comércio de metais e minerais fundada em 1950. Está entre as maiores companhias que operam commodities minerais e metálicas, presente em dezenas de países, tendo oito empresas listadas em bolsa. Atua nas áreas de metais não ferrosos, minério de ferro e aço, mineração de ferro, finanças, imobiliário e ciência e tecnologia.