Revista Poder

Ala ideológica do Congresso quer a volta de agenda liberal antes do fim do ano

Congresso do Brasil || Ilustração: Jeff Leal

Por Bernardo Bittar, de Brasília

Representados pelas lideranças do governo no Congresso, parlamentares da ala ideológica querem terminar 2020 aprovando ao menos um de seus principais projetos: prisão em segunda instância, fim do foro privilegiado e a criação de um dispositivo que transforma corrupção em crime hediondo.

 Mas tudo está parado.

Após reuniões com Rodrigo Maia (DEM-RJ) nesta terça-feira (03), deputados bolsonaristas disseram para quem quisesse ouvir que o próximo presidente da Câmara terá de dar mais atenção à agenda liberal para conseguir apoio numa eleição.

Sinal de que o atual presidente da Câmara não teve boa vontade em ouvir o pleito dos aliados de Bolsonaro.

Sair da versão mobile